6º Congresso do PT: renovando a esperança na luta popular

Leia o artigo da senadora Fátima publicado na edição de hoje (09) do Novo Jornal

 

18922472_1333198823415781_8289505734807948246_oEntre os dias 01 e 03 de junho, o PT realizou seu 6º Congresso Nacional, denominado Congresso Nacional Marisa Letícia Lula da Silva, em justa homenagem a uma mulher que vivenciou a luta pela redemocratização do Brasil e todo o processo de construção do PT.

Durante 3 dias, 600 militantes de todos os estados estiveram reunidos em Brasília/DF, debatendo a conjuntura nacional, o modelo de organização partidária, fazendo um balanço dos governos liderados pelo PT e elaborando uma nova estratégia para o próximo período.

Em síntese, as resoluções aprovadas pela militância do PT apontam para um novo ciclo de luta e mobilização social, merecendo destaque a luta contra as reformas da previdência e trabalhista, pelo fim do governo ilegítimo e em defesa das diretas já. No que diz respeito à iminente possibilidade de um golpe dentro do golpe, que seria a realização de eleições indiretas através do Parlamento, o Congresso Nacional do PT aprovou por unanimidade que as bancadas do PT na Câmara e no Senado, havendo eleições indiretas, devem boicotar o Colégio Eleitoral e denunciar a continuidade do golpe. Assim, o PT reafirma seu mais profundo compromisso com a democracia e com a soberania do voto popular.

Para liderar este novo ciclo de luta e mobilização, a militância do PT elegeu a senadora Gleisi Hoffmann presidenta nacional do partido. A despeito da campanha sórdida promovida pelo oligopólio da mídia contra o PT e suas principais lideranças, a despeito da caçada jurídico-midiática empreendida contra o ex-presidente Lula, o 6º Congresso Nacional do PT demonstrou que não será tão simples destruir o maior partido de esquerda do nosso país, o partido com mais enraizamento na classe trabalhadora, o partido que decidiu, mesmo em um momento difícil como o que vivemos, dar centralidade à luta por uma Constituinte Soberana, capaz de reformar o Estado brasileiro em benefício da maioria da população.

Além de diversas outras lideranças políticas e de delegações internacionais, estiveram presentes no 6º Congresso Nacional do PT o ex-presidente Lula e a presidenta eleita Dilma Rousseff. Ambos reafirmaram seu compromisso com a construção do Partido dos Trabalhadores e com a luta em defesa da democracia. O PT concluiu seu 6º Congresso Nacional ainda mais forte e com muita unidade para enfrentar os desafios que estão colocados não somente para o PT, mas também para o conjunto da esquerda, dos movimentos sociais e da sociedade brasileira.

Com erros e acertos, vitórias e derrotas, o Partido dos Trabalhadores continua sendo a principal referência partidária dos trabalhadores e do povo mais pobre do nosso país. E é ao lado dos trabalhadores e do povo mais pobre do nosso país que vamos derrotar o golpe, resgatar a soberania do voto popular e devolver o destino do país ao povo brasileiro.