Senadora Fátima debate o RN em João Câmara e São Paulo do Potengi

Objetivo é promover o debate a fim de elaborar um diagnóstico sobre a situação do estado

24059076_1411277932302898_9130621128905177703_nA senadora Fátima Bezerra participou neste sábado (25) de mais dois seminários regionais “PT Pensa o RN rumo a 2018”. O primeiro foi em João Câmara e abrangeu a região do Mato Grande. No período da tarde foi a vez da região Potengi receber o seminário que tem como objetivo promover o debate a fim de elaborar um diagnóstico sobre as situações dos municípios/regiões do estado.

Na ocasião, Fátima Bezerra criticou o governo Temer e as famigeradas reformas da Previdência e Trabalhista, além do congelamento dos gastos públicos por 20 anos, medida essa inclusive que o governo do RN quer adotar a nível estadual. Senadora lamentou que o legado construído na área da educação, fruto da política visionária dos governos Lula e Dilma, esteja sendo desmontado pelo governo golpista. “Começa pelo corte em investimentos”. Por fim, relembrou as ações do seu mandato em João Câmara e São Paulo do Potengi, citando como exemplo a conquista do IFRN.

O deputado estadual Fernando Mineiro fez uma análise da situação em que se encontra o RN. “O estado está paralisado em todos os setores”, afirma Mineiro destacando ainda que o RN vive o reflexo da grave crise econômica nacional. Deputado acrescentou que essa situação crítica não é de hoje, mas se acentuou na gestão estadual atual.
O suplente de senador Jean Paul Prates falou sobre energias renováveis e suas potencialidades, a refinaria Clara Camarão e os investimentos da Petrobras no RN e região Nordeste. O diretor técnico do Sebrae RN, João Hélio, por sua vez, ressaltou as inúmeras potencialidades que cada região apresenta como modal fomentador de desenvolvimento, gerando emprego e renda.

A senadora encerrou os debates abordando a conjuntura política nacional, além de chamar atenção para a agenda de ataques a direitos e de retrocessos promovido pelo governo golpista e seus apoiadores no Congresso. “Em tempos de golpe continuado a gente precisa hoje, mais do que nunca, se mobilizar para continuar a luta pelo resgate da soberania popular e para garantir eleições em 2018 com Lula na disputa”, frisou a senadora.